Secretaria de Saúde de Paraí divulga dados de 2018

Secretaria de Saúde de Paraí divulga dados de 2018


Publicado em: 27/02/2019 16:26 | Fonte/Agência: Assessoria de Imprensa

Whatsapp

 

Secretaria de Saúde de Paraí divulga dados de 2018

Através de audiência pública, a Secretaria de Saúde divulgou dados da Gestão SUS do último an

Na segunda-feira (25), a Secretaria Municipal de Saúde realizou audiência pública, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores, para a apresentação do último relatório quadrimestral do ano de 2018, da Gestão SUS, assim como o relatório anual das atividades e atendimentos realizados pela Secretaria no último ano.

Em 2018, foram realizados mais de 16 mil atendimentos médicos na Unidade Básica de Saúde de Paraí, entre os clínicos gerais, médicos ginecologistas, pediatras, psiquiatra e traumato ortopedista. Mais de 6 mil pacientes utilizaram o transporte disponibilizado pela Secretaria de Saúde nas mais de 900 viagens realizadas neste período para os municípios referência como Passo Fundo, Porto Alegre, Bento Gonçalves e Caxias do Sul. Foram agendadas 503 consultas especializadas via SUS nas cidades de referência, de oftalmologia, cardiologia, ortopedia e neurologia.

O Núcleo de Apoio a Atenção Básica, o NAAB – Saúde Mental, realiza um importante trabalho na organização de campanhas preventivas, coordenação dos grupos de convivência, além do acompanhamento de pacientes. Em 2018, 756 pacientes estiveram em acompanhamento pelo NAAB, 376 foram atendidos pelo setor de saúde mental e 1.138 pacientes foram atendidos individualmente pelas psicólogas. Além disso, foram realizadas 122 internações para tratamento de etilismo/drogas e tentativas de suicídio. No último ano, 10 pacientes foram encaminhados para comunidades terapêuticas e ocorreram cinco internações compulsórias, por ordem judicial.

Os 10 grupos de convivência que recebem o acompanhamento do NAAB, tratam medidas preventivas com pacientes hipertensos, diabéticos, depressivos, dependentes químicos e seus familiares e pacientes oncológicos. Alguns grupos trabalham a importância das atividades físicas no dia a dia das pessoas, além da reeducação alimentar. Em 2018, 578 pacientes foram cadastrados e inseridos nos grupos de convivência. Duas vezes ao ano, são realizados ainda, encontros com as gestantes do município.

A secretária da Sáude, Nilce Lorenzet Dal Pozzo, explica a importância de se trabalhar a saúde preventiva. “Além de tratar as enfermidades, devemos estimular na nossa população medidas preventivas, buscando sempre a qualidade de vida do nosso cidadão. Os grupos de convivência têm um importante papel nisso tudo, garantindo muitas vezes que o paciente encontre amparo na comunidade, nos profissionais da saúde, na família e em si mesmo, evitando também o uso excessivo de medicamentos”, ressalta a secretária.

A Unidade Básica de Saúde possui atendimentos médicos de clínica geral, ginecologista, pediatra, psiquiatra e traumato ortopedista. A Secretaria de Saúde dispõe ainda de enfermeiras e técnicas de enfermagem, psicólogas, educadora física, fisioterapeuta, nutricionista, dentistas, vigilância sanitária, farmácia, que dispensou mais de 1 milhão e 800 mil medicamentos em 2018 e, as agentes municipais de saúde, que visitam as residências do Município com o objetivo de divulgar campanhas e acompanhar a saúde das famílias.